.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


.posts recentes

. Manipulação Genética

. A EDUCAÇÃO E AS TIC

. Live Earth - Por um Desen...

. Linguagem Gestual

. POR UMA SOCIEDADE MAIS JU...

. Balanço Positivo

. Navegar Seguro

. Pesquisas na Net

. WebQuest

. Hot Potatoes

.Visitas

Online MBA programs that help students get ahead in their profession
Online MBA Programs

.Música

Domingo, 10 de Junho de 2007

WebQuest

Numa perspectiva construtivista, é fundamental conhecer as ideias prévias dos nossos alunos e ir ao encontro dos seus interesses, dando grande importância à sua evolução. As estratégias poderão as mais diversificadas, entre as quais os trabalhos de grupo, resolução de problemas, discussões, debates, role playing, tomada de decisões.

Neste sentido é importante que prestemos atenção às imensas potencialidades das tecnologias de informação e comunicação. Por exemplo as WebQuest (ou Aventuras na Web) são um exemplo de actividades educativas que proporcionam aos professores uma estratégia de integração curricular da Internet, suportada por uma exploração orientada dos recursos da Web. Propostas por Bernie Dodge em 1995, as WebQuest surgem como estratégia inovadora, fundamentada na psicologia cognitiva e construtivista, indo ao encontro de preocupações e necessidades dos professores, facilitando os processos de desenvolvimento de um conjunto de competências essenciais e transversais, definidas no quadro da recente reorganização curricular do Ensino Básico.

A WebQuest é uma pesquisa orientada, podendo ser multidisciplinar, na qual todas ou algumas informações, com as quais os alunos vão trabalhar, têm origem na Internet. Centra-se na resolução de um problema ou inquérito, com a utilização de múltiplos recursos.

Existem dois níveis de WebQuest:

WebQuest curta – cujo objectivo é a aquisição e a integração dos conteúdos. Deve ser planeada para ser executada em uma a três aulas.

WebQuest longa – em que o objectivo consiste na ampliação e consolidação dos conteúdos. Depois de completar a WebQuest, o aluno terá analisado profundamente um conjunto de conhecimentos, transformando-os de forma a apresentar o resultado dessa aprendizagem. Pode durar de uma semana a um mês de trabalho escolar.

 

Devem conter as seguintes partes:

Introdução – onde se fornecem algumas informações de fundo. Deve ser motivadora e desafiante para os alunos, levando-os a empenharem-se na WebQuest.

Tarefa – a qual deve ser exequível e interessante.

Processo – descreve os passos para a realização da tarefa.

Recursos – conjunto de fontes de informação necessárias à execução da tarefa.

Avaliação – onde se especifica a forma como o trabalho vai ser avaliado.

Conclusão – encerra a investigação, mostrando o que os alunos aprenderam e encoraja a novas experiências.

 

Neste sentido as WebQuest são um excelente instrumento de aprendizagem, que permite aos alunos, de uma forma prática, desenvolverem a autonomia, a capacidade de pesquisa, selecção, recolha e organização de informação, desenvolverem competências no âmbito das TIC, debaterem ideias, participarem em debates, resolverem problemas e desta forma tornarem-se cidadãos críticos e interventivos.

sinto-me:
tags:

publicado por kristina dyaz às 19:33

link do post | comentar | favorito
|

.kristina dyaz

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds